Publicações e Posts


 

Esta é a seção de Postagens e Publicações, partilhadas pelos distintos sites vinculados ao Jornal A Pátria. Para retornar a seção ou blog que estava anteriormente, basta clicar nela abaixo (ou voltar no navegador):

Dennis Etler: EUA causam estragos no Oriente Médio para atrapalhar aliança China-Rússia-Irã

Atualizado: Fev 3

Tradução de entrevista do analista Dennis Etler para a PressTV, feita por Maria Eduarda Kashmir.

Os Estados Unidos estão causando problemas no Oriente Médio a fim de interromper a crescente aliança entre China, Rússia e Irã e reduzir o crescimento da influência Chinesa, de acordo com Dennis Etler, analista político norte-americano com longas décadas de interesses em assuntos internacionais.


Em entrevista para o PressTV na terça-feira, Etler, um ex-professor de antropologia na Universidade de Cabrillo em Aptos, Califórnia, disse: “O assassinato do General Qassim Soleimani foi um ato desesperado de covardia”.


"Uma das razões do assassinato de Soleimani são os laços cada vez mais estreitos entre China, Rússia e Irã, como visto nos recentes exercícios navais conjuntos no Golfo de Omã. Isso demonstrou que as tentativas de isolar o Irã internacionalmente foi uma falha abjeta. Deveria ficar claro que as sanções econômicas impostas por Washington aos três, os estão aproximando cada vez mais, e não os isolando da comunidade internacional" acrescentou.


As tensões entre Irã e EUA aumentaram depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenou o assassinato do Principal comandante iraniano, que havia desempenhado um papel de liderança na luta contra os terroristas do Daesh (vulgarmente conhecido como Estado Islâmico).


Temores de uma nova guerra no Oriente Médio surgiram logo após do assassinato do General Soleimani, comandante das Forças Quds uma Unidade especial do Corpo da Guarda Revolucionária do Irã, e também de Abu Mahdi al-Muhandis, vice-chefe do Comitê de Mobilização Popular do Iraque, na última semana.


No sábado Donald Trump afirma em pronunciamento que suas forças militares irão atingir alvos "muito importantes" incluindo locais de Patrimônio Cultural, caso os iranianos adotassem medidas retaliatórias contra o assassinato de Soleimani.


Etler disse, "A política Norte-americana de pressão máxima contra Teerã, também pretendia fomentar a discórdia doméstica. Mas a supressão de protestos apoiados pelos EUA impediu uma revolução colorida no Irã, semelhante aos protestos de Maidan na Ucrânia, ou aos recentes protestos em Hong Kong".


“Enquanto isso, o nível de importância da China e Rússia na região avançam aos trancos e barrancos. Conclui-se, portanto, que a tentativa americana de desestabilizar e isolar o Irã fracassou. A política de Trump no Oriente Médio está agonizando, e forças em sua administração veem China e Rússia como ‘países com privilégios’ (no Oriente Médio). Eles, portanto, sentem a necessidade de redefini-la cometendo mais agressões e não menos" afirmou.


“Foi difundido na mídia ocidental, que os erros dos EUA na região reverberarão em favor da China, aumentando sua influência. Mas o crescente papel da China na região é uma das principais causas do assassinato de Soleimani e não seu resultado”, observou ele.


“Os Estados Unidos não podem mais competir com a China no Oriente Médio, ou em qualquer outro lugar. Eles têm de criar grandes turbulências a fim de conter e reduzir a influência Chinesa. Mas isso trará o efeito oposto. A arrogância de Washington, e seu desrespeito com as normas civilizatórias demonstra seu desespero e covardia”.


E completou: “Os EUA estão em um dilema, não importa o que façam a curto prazo, perderão a longo prazo."


#DudaKash #Irã #MundoÁrabeEOrienteMédio #Geopolítica #AssuntosMilitares #Traduções

#QassimSoleimani #Iran #Irã #Irão

CONHEÇA A NOSSA LIVRARIA! COMPRE OS NOSSOS TÍTULOS!