Publicações e Posts


 

Esta é a seção de Postagens e Publicações, partilhadas pelos distintos sites vinculados ao Jornal A Pátria. Para retornar a seção ou blog que estava anteriormente, basta clicar nela abaixo (ou voltar no navegador):

Jean Wyllys recebeu ameaças com placas de carros dos seus familiares

O Globo teve acesso às mensagens enviadas ao deputado nos últimos três anos: “Vou te matar com explosivos”, “já pensou em ver seus familiares estuprados e sem cabeça?”, “vou quebrar seu pescoço”, dizem algumas.

As ameaças que levaram o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) a renunciar a seu mandato e deixar o Brasil não se limitavam ao parlamentar. Seus familiares também foram vítimas, de acordo com informações de Bela Megale, Patrik Camporez e João Paulo Saconi, de O Globo.


O jornal teve acesso às mensagens enviadas ao deputado nos últimos três anos: “Vou te matar com explosivos”, “já pensou em ver seus familiares estuprados e sem cabeça?”, “vou quebrar seu pescoço”, “aquelas câmeras de segurança que você colocou não fazem diferença”.


As mensagens chegaram por redes sociais, e-mail e telefone do gabinete em Brasília, ou até mesmo no e-mail pessoal do deputado. As ameaças obrigaram a Polícia Federal a abrir cinco investigações e forçaram o parlamentar a andar com escolta policial.


“Ele estava cada vez mais abalado pela situação e sempre falava que se sentia como se estivesse em cárcere privado sem ter cometido nenhum crime”, afirmou um dos assistentes de Wyllys.


Desde o assassinato de Marielle Franco, em março, o parlamentar pouco saía de casa e limitava sua vida a compromissos de trabalho. O endereço onde mora, no Rio, era tratado como um segredo e compartilhado apenas com poucos amigos e familiares.


Depois do anúncio da renúncia, Jean Wyllys ainda recebeu uma derradeira mensagem por e-mail: “Nossa dívida está paga. Não vamos mais atrás de você e sua família, como prometido. Mesmo após quase dois anos, estamos aqui atrás de você e a polícia não pôde fazer nada para nos parar”.


Susto


Em 2016 o deputado recebeu uma das mensagens que mais o assustou. Em um longo e-mail que o chamava de “bixona”, o autor dizia: “Você pode ser protegido, mas a sua família não. Já pensou em ver seus familiares estuprados e sem cabeça?”


Poucos dias depois, o mesmo remetente enviou para o e-mail de Wyllys e de seus irmãos dados como endereços de todos, placa de carros e outras informações que mostravam conhecimento sobre a família. Essa ameaça foi uma das que basearam a abertura de uma das investigações pela PF.


Em 2017, outro e-mail foi encaminhado ao deputado contendo vários de seus dados pessoais: “Vamos sequestrar a sua mãe, estuprá-la, e vamos desmembrá-la em vários pedaços que vamos te enviar pelo Correio pelos próximos meses. Matar você seria um presente, pois aliviaria a sua existência tão medíocre. Por isso vamos pegar sua mãe, aí você vai sofrer”.


Via Fórum

17 visualizações

CONHEÇA A NOSSA LIVRARIA! COMPRE OS NOSSOS TÍTULOS!