Publicações e Posts


 

Esta é a seção de Postagens e Publicações, partilhadas pelos distintos sites vinculados ao Jornal A Pátria. Para retornar a seção ou blog que estava anteriormente, basta clicar nela abaixo (ou voltar no navegador):

Por que ninguém liga para os policiais mortos… na Venezuela?


Já que está na moda usar a morte de PMs para minimizar a morte da Marielle e perguntar: “Por que ninguém liga para os policiais mortos?”, nós decidimos perguntar aos nossos queridos revoltados:


Porque ninguém liga pros vários policiais que foram mortos durante os protestos na Venezuela contra o governo chavista?


Sim, pode parecer chocante saber disso mas grande parte das quase 100 pessoas mortas nos protestos da Venezuela pelo “ditador Maduro” eram policiais mortos pelos “heroicos” manifestantes. Aliás, todo esse número de quase 100 mortos é um grande balaio de gato repetido para fazer as pessoas acharem que a polícia venezuelana matou 100 pessoas, mas é um número que inclui:

  • Policiais mortos

  • Chavistas assassinados

  • Manifestantes opositores que morreram enquanto manipulavam morteiros e bombas incendiárias

  • Manifestantes opositores que morreram atropelados enquanto bloqueavam estradas

  • Motoristas inocentes que furaram o bloqueio de estradas da oposição e morreram em acidentes, incluindo pessoas doentes que não puderam chegar ao hospital por causa do bloqueio e morreram

  • Pessoas que não tinham nada a ver com o protesto e acabaram sendo pegas no fogo cruzado

  • Saqueadores que morreram durante os saques – pelos próprios proprietários armados, por choques elétricos, etc

Sim, obviamente manifestantes foram mortos por policiais venezuelanos (da mesma forma que muitos brasileiros inocentes são mortos por PMs). A “ditadura terrível” respondeu julgando, condenando e prendendo esses policiais.


Entretanto, os vários policiais inocentes mortos por manifestantes foram esquecidos, ás vezes até atacados como “chavistas”, “defensores da ditadura” (E a PM do RJ reprimir servidores famintos, claro, não a torna defensora do Pezão…) Muitos desses “manifestantes” eram, inclusive, bandidos, traficantes até. Alguns deles até usaram armas de fogo contra a polícia nos protestos.


Mas, claro, se eu não gosto do governo da Venezuela então bandidos atirando em policiais – algo que eu abominaria no Brasil – se torna algo justificável. Da mesma forma que é justificável manifestantes marcados armados com paus, pedras, rojões, coquetéis molotovs fazendo vandalismo, bloqueando estrada, agredindo policiais e saqueando lojas se eles forem contra Maduro na Venezuela, e não no Brasil contra Temer e seus aliados nos governos estaduais.


Dois pesos, duas medidas. Essa é a “lógica” hipócrita da Direita Brasileira. Eles – não nós – é que sofrem de comoção seletiva.


Por Comunista Opressor

0 visualização

CONHEÇA A NOSSA LIVRARIA! COMPRE OS NOSSOS TÍTULOS!