Publicações e Posts


 

Esta é a seção de Postagens e Publicações, partilhadas pelos distintos sites vinculados ao Jornal A Pátria. Para retornar a seção ou blog que estava anteriormente, basta clicar nela abaixo (ou voltar no navegador):

Quem traiu a democracia? (por André Ribeiro Barbosa)

Ciro Gomes agiu errado no segundo turno? Ciro Gomes não colocou a democracia em primeiro lugar? Vejamos:

*Onde estava Ciro em 2002?* Apoiando Lula contra FHC. *Onde estava Ciro no mensalão?* Chegando cedo e articulando, enfrentando os golpistas e impedindo uma trama para derrubar Lula. Foi de Ciro a jogada de mestre que imobilizou a oposição. *Quando o PMDB passou a colocar a faca no pescoço do PT o que fez Ciro Gomes?* No auge de Lula, saiu do governo, avisou e escreveu dos riscos. Lula cedeu a Dirceu de que era preciso pragmatismo.


Assim mesmo, Lula dizia a todos que Ciro seria o seu sucessor. Não escondia de ninguém. Daí Ciro vai ao PSB, constrói sua candidatura a presidente, deixa tudo pronto e o que é que o PT faz? Estimula Eduardo Campos a ser o sucessor de Lula. Como consequência, o PSB impede a candidatura de Ciro e no final das contas é convencido por Lula a apoiar quem? DILMA, honrada, mas sem experiência alguma. E o que foi que "omisso" do Ciro fez ? Em nome da democracia, apoiou Dilma, mas avisou que não se devia colocar Temer na linha de sucessão.


Era o desbocado que não sabia conciliar. O desbocado que chamava Eduardo Cunha de ladrão quando ninguém sequer o conhecia. O desbocado que acumulava contra si, processos por combater Eunício Oliveira, Jucá, Serra, entre tantos outros picaretas outros. Não era confiável, diziam os petistas.


Aí veio 2014 e Ciro, o "traidor, avisa que estavam elegendo o "picareta-mor" para presidência da Câmara. O PT inclusive preferiu Cunha ao seu irmão CID Gomes, aquele desbocado que disse "vão perder feio", mas que, como ministro de Dilma, chamou Cunha e 300 deputados de achacadores dentro do Plenário da Câmara. Advinha quem foi demitido?


Advinha quem avisou em alto e bom som que se Dilma nao tomasse uma atitude drástica seria derrubada? Isso com mais de 2 anos de antecedência? Advinha quem não foi ouvido pois, afinal, não era de confiança?


Mesmo depois de avisar tanto enquanto os defensores da democracia só bajulavam, advinha quem começou a rodar o país denunciando o golpe enquanto muitos petistas de alta plumagem se calavam com medo ou rabo preso na lava jato? Um tal de Ciro Gomes.


Enquanto Ciro dizia que era Golpe, Haddad (contra quem nada tenho) dizia que "golpe" era uma palavra muito forte. Era melhor "ruptura institucional". Quem não lembra disso? Enquanto agora, muitos petistas apareceram no final do segundo turno pra tirar foto em nome da suposta defesa da democracia e ainda reclamando da ausência de Ciro, o Ceará de Ciro Gomes foi o único Estado a dar 2/3 dos votos contra o golpe e o único do país onde Bolsonaro não venceu em um município sequer.


Alguém se recorda o que foi que o PT, aquele que está "sempre ao lado da democracia" fez logo em seguida ao golpe? Votou e apoiou a eleição dos golpistas Eunício Oliveira para o senado (aquele que persegue Ciro em dezenas de processos) e Rodrigo Maia para a Câmara. Quem é traidor da democracia? Ciro Gomes mesmo ?


Pois bem. Veio o processo de Lula e enquanto poucos tinham coragem, Ciro partiu em sua defesa, ameaçou receber Moro na bala e ainda se dispôs a levar Lula a uma embaixada, enquanto a burocracia do PT queria torná-lo um mártir para lhes ajudar na reeleição para o congresso e o fundo partidário. Ciro avisou que estava tudo armado e que Lula não seria candidato. Não foi ouvido. Lula foi preso.


Ciro passa a dialogar com todos os partidos. Roda o Brasil denunciando o golpe, a ilegalidade da prisão de Lula e demonstrando que seu nome era o único capaz de enfrentar e vencer Bolsonaro. Enquanto isso, o PT disseca o PDT de Ciro. Implode a candidatura de Marília Arraes em nome de que? Do apoio do PSB? Não. Em nome da neutralidade do PSB, evitando o apoio certo fechado com Ciro. Mas reparem bem: o "traidor" é Ciro, não esqueçam. Dai vem Jaques Wagner, Olívio Dutra, Flávio Dino, entre tantas outras lideranças de esquerda e dizem: "Ciro é o melhor caminho para vencermos o fascismo." Não, mas o que importava era manter a campanha: "Lula livre", "eleição sem Lula é Golpe", pois só assim o PT não precisaria gastar seu dinheiro do fundo partidário na campanha do 1° turno e cumprir seu grande objetivo nessa campanha: Fazer a maior bancada e manter o maior fundo partipartidário.


Bingo! Por isso você não viu a militância petista nas ruas no 1° turno. Eles estavam envolvidos nas campanhas pra Federal e Senador, afinal, bastava a ilusão de que Lula poderia ser candidato para que a gratidão do povo mais humilde colocasse qualquer substituto no segundo turno.


Assim, o PT silencia e não ataca Bolsonaro no 1° turno, pois se a queda acontecesse logo, pra quem migraram os votos do Bolsonaro? Ciro, aquele que não passaria nem com reza brava no PT. Assim, mesmo todas as pesquisas indicando Vitória de Ciro no segundo turno contra todos, inclusive com mais de 10 pontos diante de Bolsonaro, mesmo o PT sabendo que perderia o segundo turno, fez muitos eleitores fiéis acreditarem no contrário, inclusive estimulando nos bastidores, ataques a Ciro, que inclusive reagiu muito tarde.


Veio o segundo turno. O PT teve 31 milhões de votos no primeiro, Ciro 13 e alckimin 4 milhões. O PT sabia que mesmo que Ciro convencesse todos seus eleitores e mais os de Alckimin, ainda assim não passaria Bolsonaro, que teve 49 milhões. Era matemático. O PT sabia que o anti-petismo era um grande problema, a ponto de praticamente esconder Lula no segundo turno. Até o mais inocente analista político sabia que Haddad não ganharia, mas o PT ainda precisava concluir seu plano: Comprometer Ciro com sua estratégia irresponsável. Anulá-lo como porta voz de uma oposição a Bolsonaro, capaz de ser ouvida não apenas no campo progressista mas pelos 41 milhões de abstenções, votos nulos e brancos que viriam, sem falar nos futuros insatisfeitos com o governo Bolsonaro. Jogou a emoção das pessoas no meio de uma eleição para cobrar de Ciro uma posição que somente consumaria o Plano do PT, que nunca foi o de derrotar Bolsonaro. Manter-se com hegemonia na derrota.


Acusam o Ciro que ele pensou em si próprio. Ciro nao foi passear. Foi tratar da próstata fora do país. Acusam-no de que ele não pensou na democracia, mas pergunto: quem mesmo deixou de pensar na democracia, quando adotou uma estratégia irresponsável (de derrota certa) e colocou Bolsonaro na presidência? Quem destruiu uma aliança de um aliado histórico sabendo que ele seria eleito presidente evitando o desastre de colocar a extrema direita no poder ? Quem está mentindo nesse momento para que as pessoas acreditem que a presença de Ciro faria alguma diferença, quando esta provado que não.


Quem traiu Quem? Quem traiu o povo brasileiro ? Dou um doce pra quem adivinhar.


André Ribeiro Barbosa

755 visualizações

CONHEÇA A NOSSA LIVRARIA! COMPRE OS NOSSOS TÍTULOS!